Publicidade
Início Newsletter Vivo avalia aquisições com FiBrasil e não teme competição de rivais regionais

Vivo avalia aquisições com FiBrasil e não teme competição de rivais regionais

Christian Gebara, CEO da Vivo. Foto: Reprodução

Após encerrar junho com 17,3 milhões de homes-passed (HPs) com fibra óptica e 4 milhões de clientes em FTTH, a Vivo afirmou avaliar aquisições por meio da FiBrasil e não temer a competição de rivais de menor porte no segmento.

Em call sobre os resultados do segundo trimestre nesta quarta-feira, 28, o CEO da empresa, Christian Gebara, abordou o cenário. Segundo ele, a nova subsidiária de infraestrutura criada ao lado do fundo canadense CDPQ “permite à empresa olhar algum possível M&A” no mercado de fibra óptica.

O CEO, contudo, apontou exigências de padrões técnicos, disciplina fiscal e precificação para o avanço dos negócios. Segundo a operadora, alguns players observados não têm sobreposição com a rede da Vivo, enquanto outros até atuam nas mesmas cidades, mas em bairros distintos.

Notícias relacionadas

Por conta própria, a FiBrasil já deve construir 500 mil HPs no segundo semestre, totalizando 2,1 milhão ao fim do ano quando somadas com o 1,6 milhão de HPs recebidas da Vivo. Elas estão em 34 cidades fora do estado de São Paulo.

Em paralelo, a Vivo ainda tem parcerias com a American Tower e com a Phoenix Tower para expansão de projetos de fibra óptica em 29 e 11 cidades, respectivamente. Já a franquia Terra Fibra alcançou 17 municípios.

Competição

Durante a call nesta quarta-feira, 28, Gebara também notou que alguns players de menor porte têm se movimentado para ampliar a participação de mercado, incluindo a partir de aquisições de empresas menores.

O executivo, contudo, acredita que não haverá espaço para diversos players competirem nas mesmas cidades. “Quando isso acontecer acho que temos assets únicos para sermos o líder”, afirmou Gebara. No segundo trimestre, a rede de FTTH da Vivo chegou a 17 novas cidades, totalizando agora 293.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile