OneWeb garante US$ 1,25 bilhão com SoftBank, Qualcomm e governo da Ruanda

Em sua maior rodada de arrecadação de fundos até o momento, a operadora satelital OneWeb garantiu US$ 1,25 bilhão em capital novo para financiar a formação de sua constelação de satélites de baixa órbita. O SoftBank, a Qualcomm, o governo de Ruanda e o conglomerado empresarial mexicano Grupo Salinas lideraram o aporte, que elevou o total de recursos da OneWeb para US$ 3,4 bilhões.

No final de fevereiro, a operadora foi bem-sucedida no lançamento dos seis primeiros artefatos que suportarão a oferta do serviço de banda larga. A partir do quatro trimestre, a previsão é que 30 satélites de cada vez sejam lançados mensalmente, compondo uma formação inicial de 650 artefatos. Para o CEO da OneWeb, Adrian Steckel, tais passos apontam que a empresa "está saindo da fase de planejamento e desenvolvimento para a de implementação de nossa constelação".

Steckel lembrou que a assinatura dos primeiros contratos comerciais já ocorreu (firmados com Talia e Intermatica). O executivo ainda comemorou a "quase finalização" da fábrica de satélites na Flórida (EUA), fruto de parceria com a Airbus, e "o progresso no sentido de garantir totalmente nossa posição prioritária no espectro da UIT (União Internacional de Telecomunicações)". Hoje, a OneWeb conta com direito prioritário sobre um grande bloco do espectro globalmente harmonizado, além de centros de operação de satélites na Virgínia (EUA) e em Londres (Inglaterra); e de estações terrestres na Itália, Noruega e Canadá. Entre os investidores da empresa estão Hughes e Virgin Group.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.