Preço mínimo da venda da Copel Telecom é de R$ 1,4 bilhão

Foto: Pixabay

A Copel divulgou em fato relevante ao mercado na quarta-feira, 16, a aprovação do edital de leilão para a venda da Copel Telecom. A distribuidora paranaense colocou um preço mínimo de R$ 1,401 bilhão para o valor patrimonial (equity value). A ideia é publicar na íntegra o edital no próximo dia 21, com o leilão acontecendo na B3: Brasil, Bolsa, Balcão após 49 dias da divulgação do edital: ou seja, no dia 9 de novembro.

Segundo a Copel, o prazo da entrega de documentos de representação, das declarações e da garantia da proposta será até cinco dias antes do leilão, no dia 5 de novembro. 

No mesmo dia, a distribuidora publicou uma série de atas de assembleia de diversas classes de debenturistas para deliberar sobre a proposta da venda. Apesar de ter havido aprovação em maior parte, houve falta de quórum em uma delas, e definição de condicionantes. A Copel pode convocar nova assembleia extraordinária para voltar a tratar do assunto. 

Desta forma, a venda da Copel Telecom segue em linha com o calendário esperado. A empresa pretende que a assinatura de contrato de compra e venda de ações aconteça no primeiro trimestre de 2021. O Tribunal de Contas do Paraná ainda deverá avaliar os termos.

Ativos

O market share de acessos em fibra ótica da Copel Telecom no Paraná caiu nos últimos anos, passando de 67% para atuais 22%. Ainda assim, a operadora reporta 206 mil acessos de banda larga e um milhão de homes-passed (HPs). A rede ótica que será leiloada tem 32,9 mil km e cobre mais de 80 municípios. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.