Vendas de torres e data center da Oi serão no dia 26 de novembro

Foto: Pixabay.com

O juiz da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Fernando Viana, homologou nesta semana os editais de vendas das unidades de torres e data center da Oi. A alienação é prevista no aditivo ao plano de recuperação judicial da operadora, aprovado na assembleia geral de credores no início de setembro. As duas concorrências acontecerão simultaneamente, com abertura de envelopes no dia 26 de novembro.  

A respeito da UPI Data Center, Viana homologou de forma integral a minuta do edital de concorrência, ressaltando que somente serão aceitas propostas fechadas e devidamente lacradas, e que a entrega será realizada no cartório da 7ª Vara Empresarial, dentro do prazo previsto no edital. Junto à proposta será preciso apresentar email para o participante receber um link para acesso à audiência virtual. 

A audiência de abertura de envelopes será de forma virtual por conta da pandemia. Isso também acontecerá no próximo dia 26 de novembro, às 14h30, a partir do gabinete do próprio juízo, no Rio de Janeiro e sem a presença da Oi ou dos participantes. Viana dá ciência da decisão à Anatel, ao administrador judicial (Escritório Arnoldo Wald) e ao Ministério Público. 

Meia hora depois, será a vez da abertura de envelopes da concorrência para a UPI Torres. As determinações do juiz são as mesmas relacionadas à venda dos data centers, incluindo a realização da audiência virtual. 

Stalking horses

No caso das torres, a oferta vinculante acertada em julho foi a da Highline, subsidiária do fundo norte-americano Digital Colony. O total oferecido pela companhia foi de R$ 1,076 bilhão. Mas não é o único ativo da Oi no qual a empresa tem interesse – além da rede de fibra da InfraCo, ela chegou a ter uma oferta vinculante pela Oi Móvel, que depois foi coberta pela proposta conjunta da Claro, TIM e Vivo de R$ 16,5 bilhões mais compromissos

A UPI Data Center também já tem uma proposta vinculante com direito a cobrir a oferta mais alta, caso necessário, da Piemonte Holdings. O processo de venda de cinco data centers foi um dos primeiros a serem acertados pela Oi, ainda em junho. O preço mínimo definido é de R$ 325 milhões. 

1 COMENTÁRIO

  1. A empresa foi roubada, sucateada, faliu, agora vai vender os ativos para pagar dívida, é o fim. O que deixa mais perplexo é saber que quem roubou fica impune nesta republiqueta de banana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.