Para a Ericsson, compartilhar é viável nas áreas rurais

Em relação à discussão sobre o compartilhamento de infra-estrutura entre operadoras celulares, o presidente da Ericsson, Anders Runevad, citou o caso do seu país de origem, a Suécia, para sustentar sua opinião, segundo a qual é possível adotar a medida no Brasil.
Ele conta que na Suécia foi criada uma empresa ?dona? da rede com participação de todas as companhias, porém com área de atuação limitada às regiões rurais, onde economicamente não seria viável uma empresa atender sozinha. ?Dessa maneira se preservam as regiões onde as empresas querem fazer pacotes especiais para fidelizar e rentabilizar os clientes?, afirma. Runevad não acredita que uma possível iniciativa nesse sentido seja prejudicial para a Ericsson, mesmo que aparentemente seja contratado apenas um fornecedor.

Consolidação

Notícias relacionadas

Perguntado, durante almoço com jornalistas nesta terça-feira, 12, sobre a reação da Ericsson diante do movimento de consolidação do mercado, especialmente com a fusão Alcatel-Lucent e Nokia-Siemens, Runevad disse que há aspectos positivos e negativos. ?Se, por um lado, a concentração torna a competição mais acirrada, por outro, durante um certo tempo, essas empresas terão que se concentrar na integração dos sistemas e na adequação das pessoas e dos produtos, e isso abre uma oportunidade para os demais?, disse ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.