Ericsson aposta em novo contrato com a Vivo

O presidente da Ericsson, Anders Runevad, afirmou nesta terça-feira, 12, em almoço com a imprensa, que a grande aposta da empresa para o ano que vem é a terceira geração da telefonia celular. Neste cenário, a Ericsson tem como certo o contrato de 3G da Vivo que está implantando o core da rede GSM. O contrato com a Ericsson abrange também cerca de 60% da chamada rede de acesso (que inclui as ERBs), o que corresponde a 15 Estados.
Perguntado se era certo o acordo com a Vivo, o presidente da multinacional sueca, disse que não há nenhum contrato fechado, mas a rede GSM da operadora já está preparada para migração para a terceira geração e que dificilmente a Vivo faria isso com outro fornecedor, pois exigiria uma integração com o equipamento já existente. ?Acreditamos que o leilão das freqüências acontecerá no ano que vem. Não temos dúvida que o mercado brasileiro esteja preparado. Há muito potencial para crescimento da banda larga móvel, através da tecnologia UMTS?, disse ele.
A tecnologia GSM é a maior parte do negócio da Ericsson no Brasil, em seguida vem a parte de serviços (com cerca de 30% do faturamento) e depois o segmento de soluções para o mercado corporativo – que fica entre e 5% e 8% de participação no faturamento. A Ericsson tem hoje o core da rede de todos as empresas de telefonia móvel do Brasil, exceto Oi e CTBC. Na rede de acesso, a empresa tem 40% do mercado.

Notícias relacionadas

Mercado corporativo

Em 2006, o segmento da companhia que mais cresceu foi o de serviços para o mercado corporativo, que registrou aumento de 60% em relação ao ano passado; o motivo foi a migração para soluções IP. ?Esse vai ser o carro chefe de crescimento para o ano que vem, além disso a aposta será para aplicativos dentro da solução IP, que aumentem a eficiência do negócio das companhias?, afirma Jesper Rhode, vice-presidente de desenvolvimento de negócios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.