Após oscilações em 2020, indústria eletroeletrônica vê 2021 com otimismo

Após um 2020 marcado pelo baque da pandemia de covid-19, a indústria eletroeletrônica brasileira está otimista para 2021. Segundo a Abinee, que representa o setor, 75% das empresas da cadeia apostam em um crescimento no ano que vem.

Conforme projeções apresentadas em balanço da entidade nesta quinta-feira, 10, é esperado para 2021 um aumento de 12% no faturamento eletroeletrônico – ou 7% em termos reais. Neste ano, a receita do ramo cresceu 13% (para R$ 173,4 bilhões), mas apenas 1% quando descontada a inflação medida pelo índice de preços ao produtor (IPP) do setor.

Para o presidente da Abinee, Humberto Barbato, mesmo assim os resultados já demonstram um "crescimento em V" após o período de maiores oscilações causado pela pandemia. Neste sentido, o uso de capacidade instalada na indústria eletroeletrônica fechou 2020 em 75% após encerrar 2019 em 78% e chegar a 57% em abril, no ápice do isolamento social.

Notícias relacionadas

Impactos

Para 2021, Barbato projetou confiança em um Produto Interno Bruto (PIB) de 3,5% para o País. "Normalmente, o crescimento do PIB do setor eletroeletrônico é duas vezes ou duas vezes e meia o PIB nacional", defendeu o dirigente, justificando a projeção otimista para o ano que vem.

Por outro lado, o impacto do dólar alto e do fim do auxílio emergencial em 2021 foram minimizados pela Abinee como influências negativas no consumo. A entidade também acredita que avanços sobre a vacina para covid-19 devem reduzir o cenário de incertezas.

A entidade ainda projeta alta nas importações (de 10%) e nas exportações (de 7%) em 2021, ao contrário do registrado neste ano, quando os indicadores caíram: 21% nas exportações (para US$ 4,3 bilhões) e 10% nas importações (US$ 28,8 bilhões).

Um saldo positivo de 6 mil novos funcionários também é esperado para 2021. Em 2020, os postos do setor passaram de 234 mil para 243 mil. Já a produção física deve fechar este ano com recuo de 2% frente 2019, se recuperando para alta de 6% ano que vem, de acordo com o prognóstico.

Informática

Na análise por segmento, a expectativa é que todos os elos da cadeia eletroeletrônica cresçam em 2021 – inclusive o de telecom, com 10% projetados. Já o segmento de informática pode dar um salto de 20%. Neste ano, ele foi o único mercado que cresceu, ficando com alta de 17% em termos nominais, acelerada pelo aumento no trabalho e ensino remotos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.