Produção eletrônica despenca 43,8% em abril, afirma Abinee

O impacto da pandemia do novo coronavírus (covid-19) sobre a indústria eletrônica levou a um recuo de 43,8% na produção do segmento em abril, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Na cadeia elétrica, uma queda de 43,6% foi registrada no mesmo intervalo, deixando o resultado consolidado da cadeia eletroeletrônica em queda de 43,7%.

Os dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) nesta quinta-feira, 4, partem de informações do IBGE. Na comparação de abril com o mês anterior (março), a produção da indústria eletroeletrônica recuou 30,3%, com ajuste sazonal. Essa é a maior queda registrada desde o início da série histórica, em 2002.

Notícias relacionadas

Já no acumulado de janeiro a abril de 2020, a produção industrial do setor eletroeletrônico recuou 11,8%. Esse resultado foi consequência tanto da queda de 12,9% da área eletrônica quanto da retração de 10,7% da área elétrica. Além das medidas de isolamento social adotadas no final de março e ao longo de abril, dificuldades de logística para recebimento de suprimentos chineses também exerceram influência.

Pessimismo

No momento, mais de dois terços (68%) das empresas da cadeia acreditam que a produção de eletroeletrônicos sofrerá queda no consolidado de 2020, segundo sondagem realizada pela Abinee. A estimativa é que a redução alcance 15%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.