TIM celebra acordo com IHS para vender 51% da FiberCo

A TIM celebrou com a IHS Fiber Brasil o acordo para participação acionária na FiberCo, a empresa de rede neutra da operadora. A companhia comunicou em fato relevante na noite desta quarta-feira, 5, que o conselho de administração aprovou o acordo, que estava em negociação exclusiva desde o começo de março.

Pelo acordo, a TIM terá 49% do capital, enquanto a IHS (conheça mais informações sobre a empresa clicando aqui) ficará com uma fatia de 51% na FiberCo.  O valor da nova empresa ficou estabelecido em R$ 2,6 bilhões, o que leva a empresa de infraestrutura de telecomunicações a destinar um valor total de R$ 1,636 bilhão, divididos em R$ 609 milhões em componente primária para o caixa da FiberCo e R$ 1,027 bilhão a serem pagos à TIM.

Com parte desses recursos, a operadora pretende auxiliar o "cumprimento de suas obrigações de investimento como, por exemplo, na aquisição dos ativos da Oi Móvel". Além disso, visa "desconsolidar" parte relevante do Capex, gerando efeito positivo no fluxo de caixa. 

Notícias relacionadas

A base de ativos da FiberCo será constituída pela contribuição da rede secundária da TIM, que cobre cerca de 6,4 milhões de domicílios, embora a operadora afirme que sejam 3,5 milhões em FTTH e mais 3,5 milhões em FTTc (fibra até o gabinete). "Além disso, serão transferidos à FiberCo outros ativos, contratos e empregados, todos exclusivamente relacionados às suas atividades". 

Exclusividade

Como tem sido de praxe nesse tipo de negociação, a negociação pela fatia da empresa de rede neutra traz junto um contrato com a operadora originária. No caso, a TIM vira "cliente âncora", com a prerrogativa de seis meses de exclusividade após entrada em novas áreas. 

Apesar desse fator, a tele diz que a missão da FiberCo é de implantar, operar e manter infraestrutura de última milha para acessos de banda larga a ser oferecida no mercado de atacado. Com isso, espera também poder acelerar a oferta de conectividade por fibra a clientes finais e corporativos.

O plano de negócios da FiberCo é de atingir 8,9 milhões de domicílios cobertos (homes-passed) com FTTH em quatro anos. E junto com a TIM, a empresa participará de projetos de fibra até o site.

A operação está sujeita a aprovações da Anatel e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Além disso, terá de atender a "certas condições precedentes, incluindo, entre outras, a contribuição de ativos" descritos. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.