Reclamações na Anatel caem em um ano, mas crescem 31% na Internet fixa

Foto: Pixabay

A Anatel publicou nesta terça-feira, 4, um balanço sobre as reclamações em serviços de telecom ao longo do primeiro semestre. No período, 1,520 milhão de queixas foram registradas pela agência, em queda anual de 2%. Por outro lado, altas de dois dígitos nas reclamações foram verificadas na Internet fixa (31,8%) e na telefonia móvel pré-paga (21,6%).

Em movimento ascendente já aguardado pela Anatel, 393,8 mil queixas sobre Internet fixa foram registradas entre janeiro e junho. Frente o segundo semestre de 2019, a alta é ainda maior que a anual: 39,8%. Líder do mercado no número de acessos, a Claro foi a prestadora mais reclamada, com 131,9 mil queixas que representaram alta de 98,8% frente o primeiro semestre de 2019.

Na Vivo, as reclamações cresceram 16,8% (para 90,2 mil), ao mesmo tempo que diminuíram 3,8% na Oi (72 mil) e 20,2% na TIM (para 38,8 mil). Já no agrupamento de outras prestadoras, que reúne os provedores regionais, as reclamações sobre Internet fixa cresceram 92% e alcançaram 60,9 mil.

Pré-pago e pós -pago

Na telefonia pré-paga, a TIM foi a empresa mais questionada, com 100 mil reclamações no primeiro semestre (alta de 5,7%). No período, grandes crescimentos percentuais ocorreram tanto na Claro (47 mil reclamações, em alta anual de 57,1%) quanto na Vivo (43,7 mil, em salto de 38,9%). Já a Oi teve 33,6 mil queixas, em crescimento de 15,9%. No total, 227,8 mil solicitações foram registradas sobre serviços pré-pagos.

No segmento pós-pago, o cenário foi distinto. As reclamações caíram 6,7% (para 497,1 mil), em movimento puxado pela TIM. A empresa ainda lidera em número absoluto de incidentes (foram 147,2 mil), mas diminuiu o volume em 29%. No mesmo período, as queixas sobre a Claro cresceram 12,6% (para 138 mil) e as da Vivo, 6,4% (118,9 mil). Já a Oi ficou estável em 68 mil.

TV por assinatura

Com queda de 21,2%, 153,8 mil reclamações foram registradas sobre os serviços de TV por assinatura. Líder de mercado, a Claro reduziu os incidentes em 28,4% (para 73,8 mil), enquanto na Sky, houve queda de 8,3% (para 51,8 mil).

Já na telefonia fixa, as queixas caíram 26,8%, para 241 mil. Destas, 106,4 mil foram geradas por clientes da Oi, apesar de queda 31,9% em um ano. Na Vivo, foram 80,9 mil reclamações, ou recuo de 28,5%. E na Claro, estabilidade em 41,2 mil queixas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.