Publicidade
Início Newsletter Apple vai financiar frota LEO da Globalstar com US$ 252 milhões

Apple vai financiar frota LEO da Globalstar com US$ 252 milhões

Foto: Divulgação/Globalstar

Operadora parceira da Apple na habilitação de conexão via satélite no iPhone 14, a Globalstar deve contar com financiamento de US$ 252 milhões da fabricante para a formação de sua frota de baixa órbita (LEO).

O compromisso consta em documento protocolado pela Globalstar junto à Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos. Os termos atualizam acordo entre a operadora e a Apple, anunciado em 2022 como um dos principais movimentos da tendência de conexão via satélite para celulares. O recurso deve suportar inicialmente serviços de emergência no iPhone14.

Com o pré-pagamento dos US$ 252 milhões, a operadora norte-americana deve cobrir valores devidos atualmente e no futuro para a fabricante canadense MDA (de quem a Globalstar encomendou 17 satélites em fevereiro de 2022), além de outras necessidades como custos de lançamento dos artefatos.

Notícias relacionadas

Até então, o acordo da Globalstar com a Apple pressupunha o financiamento de terceiros para tais etapas da constelação LEO. O valor restante dos custos da frota deverá ser financiado com recursos da própria operadora.

Já o pagamento para a dona do iPhone ocorrerá na forma dos serviços prestados pela Globalstar. A expectativa é que o parcelamento leve 16 trimestres, começando no mais tardar no terceiro trimestre de 2025. Pagamentos com excesso de fluxo de caixa ou voluntários também podem ocorrer ao longo do período.

O financiamento ainda deixa a Globalstar sujeita a certas cláusulas, incluindo índices de cobertura de juros e alavancagem e a limitação na transferência de ativos, despesas e investimentos. A Apple também recebe garantia de primeira prioridade sobre os ativos da parceira, como forma de garantir a cobertura satelital prevista no acordo original.

No ano passado, a gigante dos eletrônicos já havia anunciado investimentos de US$ 450 milhões em sistema para suportar a conexão satélite para celulares. Como demonstrado na MWC 2023, a fabricante norte-americana não é a única apostando na tendência, que também entrou na mira de reguladores.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile