MCTI cria programa de capacitação para ecossistemas digitais

O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações publicou nesta terça, 31, portaria criando o programa "MCTI Futuro: Futuro do Trabalho, Trabalho do Futuro", voltado a "apoiar ações que objetivem ampliar o contingente de profissionais para atuar em ecossistemas digitais, em projetos de transformação digital e de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), e que, adicionalmente, contribuam para qualificar ou atrair talentos para empreender no campo das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs)".

Segundo a portaria, as ações visam melhorar a qualidade da educação mediante acesso a conteúdos digitais por docentes e estudantes, assim como facilitar a empregabilidade e inserção no mercado de trabalho digital. Trata-se de um programa de formação de recursos humanos para a transformação digital de empresas e foco no fomento ao empreendedorismo de base tecnológica. 

O programa é parte dos princípios estabelecidos no Plano Nacional de Internet das Coisas (Decreto no 9.854, de 25 de junho de 2019), na Estratégia Brasileira para a Transformação Digital (E-Digital) e na Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial.

Notícias relacionadas

"O Programa apoiará a capacitação nas áreas de computação em nuvem, big data, inteligência analítica,  mídias sociais, cybersegurança, internet das coisas, comunicações avançadas, fotônica, manufatura avançada, design de circuitos integrados, blockchain, robótica, inteligência artificial, aprendizado de máquina, tratamento de dados, classificação, regressão, experimentos e avaliação, automação em testes de software, scripts de testes automatizados, cross browser testing e orientação a dados, entre outras áreas relevantes para a transformação digital", diz a portaria. Os programas contemplam ações do ensino básico ao superior, incluindo programas de especialização, qualificação profissional e ensino técnico. 

"O Programa poderá contar com parcerias entre os setores públicos e privados com vistas a trabalhar demandas presentes e tendências de trabalho do futuro no âmbito das tecnologias emergentes, utilizar estruturas já estabelecidas e oportunizar experimentação de projetos", diz a norma. A coordenação será da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação (SEMPI) do MCTI.

Evento

O secretário Paulo Alvim, responsável pela secretaria de empreendedorismo do MCTI, participa na próxima sexta, dia 3, da segunda edição do evento Feninfra Live, realizado pela Federação Nacional das Empresas de Infraestrutura e Teleatendimento em parceria com a TELETIME. Ele participa da mesa sobre capacitação profissional para os setores de telecomunicações e tecnologia. As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.feninfralive.com.br.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.