Para Paulo Bernardo, deve haver muitos interessados na licitação

O ministro das Comunicações Paulo Bernardo destacou, durante o anúncio dos preços mínimos da licitação de 4G na Anatel, nesta sexta, 27, em Brasília, que a primeira etapa de elaboração do leilão passou por uma análise da presidenta Dilma Rousseff e posteriormente, em conjunto com o Tribunal de Contas da União, foi possível chegar a uma modelagem inovadora e ao mesmo tempo dentro do prazo previsto. "O que queremos é ampliar o acesso das pessoas aos serviços de voz e dados". Ele disse acreditar que haja muitos interessados na licitação. "A forma como foi construído o edital vai levar a uma disputa de tapas, embora seja no dia dos namorados o edital".

Ele acredita ainda em uma disputa pela faixa de 450 MHz, mas apontou para o fato de que a Anatel não está buscando arrecadar recursos com a faixa de 450 MHz, priorizando a oferta para o consumidor. "Há chances reais de que em um ano tenhamos tecnologia de 4G também para 450 MHz", disse Bernardo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.