BT analisará regulamento de MVNO no Brasil

A tão esperada publicação pela Anatel de um regulamento que permitirá a criação de operadoras móveis virtuais (MVNO, na sigla em inglês) desperta o interesse de cada vez mais empresas. A British Telecom (BT) é uma delas. Não há, por enquanto, qualquer decisão da companhia em criar uma MVNO aqui, mas o novo diretor geral da BT no País, Sergio Paulo Gallindo, diz que o regulamento será analisado com cuidado tão logo seja publicado pela agência reguladora. A BT já faz hoje a administração de celulares para alguns de seus grandes clientes corporativos no Brasil, o que não configura uma atuação como MVNO, mas poderia indicar um primeiro passo nessa direção. Na Inglaterra a empresa tem uma operadora móvel virtual, mas lá o objetivo é atender ao segmento de consumidores finais.
Gallindo assumiu o comando da BT no Brasil na semana passada. Ele está na empresa há quatro anos, tendo passado antes pela Nortel e pela GVT. Entre os seus objetivos à frente da companhia estão manter a qualidade do atendimento ao cliente e continuar registrando um crescimento da receita este ano, apostando que o Brasil, assim como a América Latina, irá se recuperar mais rapidamente da crise econômica global. A BT tem cerca de 2 mil clientes na América Latina. No Brasil, destacam-se em sua carteira: Unilever, Fiat, InBev, Nestlé e Procter & Gamble.
Além de Gallindo, a BT anunciou na semana passada que o então presidente da empresa para Portugal e Espanha, Jacinto Cavestany, assumiu a vice-presidência para toda a América Latina.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.