IPO da Desktop levanta R$ 715 milhões; empresa estreia na B3 nesta quarta-feira

Uma das provedoras regionais de Internet em processo de oferta pública inicial de ações (IPO), a Desktop encerrou a fase de precificação de seus papéis com uma captação parcial de R$ 715,2 milhões.

Nesta quarta-feira, 21, as ações da empresa devem estrear na B3, sob o código DESK3. O valor captado no IPO da operadora do interior paulista ocorreu após fixação de preço por ação de R$ 23,50. O valor ficou próximo do piso, visto a faixa indicativa entre R$ 23 e R$ 28 com a qual a empresa trabalhava.

Como 30,435 milhões de ações foram emitidas, o valor total do processo ficou em R$ 715,22 milhões (sendo R$ 676,6 milhões líquidos). Tal montante foi incorporado ao capital social da Desktop, que passou de R$ 74,9 milhões para R$ 790,2 milhões após aprovação no conselho de companhia.

Notícias relacionadas

Novo lote

Caso sejam emitidas mais 4,565 milhões de ações previstas no lote suplementar de até 15% do inicial, ainda sob preço de R$ 23,50, o capital social da empresa pode atingir R$ 897,4 milhões.

Neste caso, a captação total ficaria na casa dos R$ 822,5 milhões (sendo R$ 779,1 milhões líquidos). O prazo de exercício da opção de ações do lote suplementar começa também nesta quarta-feira, 21.

Já uma oferta secundária de 20% do total de ações inicialmente ofertado não foi levada a cabo pela empresa e pelas coordenadoras da oferta, tendo em vista que não houve a colocação das ações adicionais, segundo informou o prospecto da provedora.

O total de despesas e comissões com a oferta somou R$ 38,5 milhões. Isso significa 5,39% do montante total movimentado até agora no IPO. Com a negociação de todo o lote suplementar, os gastos sobem para R$ 43,3 milhões e 5,27% do total .

Antes da oferta em curso, o fundo de investimentos Makalu contava com 59,9% do capital da Desktop, em participação diluída para 37% após a emissão inicial. No caso do acionista Denio Alves Lindo, a mudança é de 29% das ações para atuais 18%.

Como preparativos para a estreia na B3, a empresa reformou e aprovou sua política de gestão dos canais de denúncia e também seu regimento interno do comitê de compliance, a fim de adequá-las às exigências no âmbito do pedido de listagem da companhia no Novo Mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.