Rede em São Paulo será 'cereja do bolo' da unidade de fibra, avalia Oi

Trabalhando com a possibilidade de investir em infraestrutura de fibra ótica em São Paulo, a Oi avalia que uma rede já detida pela empresa no estado será a "cereja no bolo" da InfraCo – ou a nova unidade de infraestrutura para qual a operadora busca um sócio controlador.

Diretora de finanças da Oi, Camille Faria abordou o tema nesta quinta-feira, 14, durante live da corretora Genial. A executiva lembrou que a rede para clientes corporativos da empresa em São Paulo (apelidada de Pegasus/Metrored em referência às antigas proprietárias) estava no plano de desinvestimentos até a decisão de segregação estrutural da rede de fibra na InfraCo.

"Quando decidimos pela rede neutra, também decidimos não vender [a Pegasus/Metrored], já que São Paulo faz sentido e tem enorme potencial para a InfraCo investir e atender clientes que explorem o mercado". Para Faria, a situação configura um "upside" do ativo que poderia ser considerado uma "cereja no bolo" da nova unidade de fibra. A InfraCo quer 32 milhões de casas atendidas com a tecnologia (HPs) até 2024

Notícias relacionadas

Ofertas

No momento, a Oi está recebendo propostas vinculantes pelo controle da InfraCo, em fase que deve se encerrar em janeiro. Até o fim de março, o "stalking horse" com prioridade no negócio será anunciado, com previsão de realização do leilão no âmbito da recuperação judicial durante o segundo trimestre de 2021.

Faria mostrou expectativa de recebimento de mais de uma proposta, com valor que supere o mínimo de R$ 20 bilhões fixado pelo controle. Segundo ela, mais de uma dezena de interessados apareceram na fase de propostas não vinculantes.

Sobre o mercado paulista, vale lembrar que a Oi também estuda lançar Internet fixa para o segmento residencial do estado, como aventado em outubro do ano passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.