Oi estuda lançar Internet fixa em São Paulo

Diretor da Oi Bernardo Winik

Dentro da estratégia com foco em fibra, a Oi pode em breve começar a vender Internet fixa para usuários finais em São Paulo. Atualmente, a companhia tem se colocado de fora do mercado de banda larga no estado, já que historicamente é uma região onde não atuava por causa da concessão de telefonia fixa da Vivo. Contudo, a empresa tem infraestrutura de rede, e já atende a mercado corporativo. O próximo passo seria para o mercado residencial e de pequenas e médias empresas. 

O diretor da área de clientes da Oi, Bernardo Winik, confirmou recente declaração do presidente da operadora, Rodrigo Abreu. Apesar de ter dito inicialmente que haveria planos concretos, ele se corrigiu para falar apenas em uma oportunidade. "Prefiro guardar a informação, a gente não costuma avisar o concorrente. Mas temos a possibilidade sim, confirmo o que Rodrigo falou", reiterou.

O processo de venda do controle acionário da unidade de infraestrutura, a InfraCo, não interferiria nesse processo. "A venda [da InfraCo] não impede que a gente faça oferta de banda larga em São Paulo para clientes residenciais e empresariais", disse. "Nada impede que a gente utilize também a infraestrutura grande que temos para o corporativo."

Sem impedimentos

Rodrigo Abreu comentou na semana passada que a empresa tem atuação "bastante intensa" em São Paulo, tanto com a Oi Soluções como com a Oi Móvel. Porém, com a venda desta última, e aproveitando-se de ativos disponíveis, a oportunidade pode se colocar à operadora.

"Temos infraestrutura, até por aquisições do passado, como pela BR Telecom e Telemar. Elas cobrem não só a cidade, como boa parte do estado de São Paulo", declarou. "Nada impede que se faça a exploração da infraestrutura com a InfraCo, ou mesmo para o consumidor final", afirmou Abreu na ocasião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.