Controladora da TIM vê 'oportunidade sem precedentes' com compra da Oi Móvel

Luigi Gubitosi, CEO da Telecom Italia

A Telecom Italia enxerga o momento do mercado brasileiro como "oportunidade única" devida à possibilidade de consolidação com a venda da Oi Móvel. Em teleconferência de resultados nesta quarta-feira, 11, o CEO da controladora da TIM, Luigi Gubitosi, afirmou que isso deverá gerar mais valor ainda para a operadora brasileira.

A aquisição de uma fatia da Oi (provavelmente a maior do consórcio com a Claro e a Vivo) é um elemento chave nessa geração de valor, apesar do executivo afirmar que a companhia tem expectativas positivas mesmo sem considerar o incorporação dos ativos. "Temos uma oportunidade sem precedentes, porque indo para três operadoras, como mostra o caso dos Estados Unidos, é bem importante", diz, citando a fusão T-Mobile e Sprint

Citando informação exclusiva do TELETIME, Luigi Gubitosi afirmou que a posição da TIM com o consórcio com a Claro e Vivo é confortável para o leilão da Oi em dezembro. "O outro interessado, a Highline, recuou do processo". Conforme antecipado por este noticiário, a Highline não tem interesse em revisar a proposta já colocada à mesa pela Oi Móvel, mas não necessariamente se retirou totalmente do processo (até por comprometimento com a proposta vinculante original).

Para o grupo italiano, se a consolidação acontecesse na Itália, seria motivo para "correr e comprar ações". "E é assim no Brasil, pois é um país de potencial imenso e em crescimento", coloca.

Gubitosi reconhece que, por reduzir o número de players, naturalmente a TIM Brasil será "um dos líderes, claro". Mas destaca: "isso não significa que o líder é o mais lucrativo, efetivo e mais respeitado pelas pessoas. A TIM está indo bem nesse aspecto", afirma. Segundo o CEO da Telecom Italia, os índices (KPIs) têm sido positivos.

Vender a TIM?

Por conta dessa expectativa de crescimento em valor, a Telecom Italia não vê motivos para uma eventual venda da TIM. Pelo menos por enquanto. "Isso não é algo que eu diria que nunca vamos reconsiderar, mas no momento não estamos considerando desinvestimento, estamos felizes com a TIM Brasil porque vai valer mais e criar valor aos acionistas", declarou Gubitosi, ao ser perguntado por analistas se haveria alguma intenção de venda da operação brasileira. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.