Sky fará venda, instalação e suporte de Internet via satélite da Viasat

Explorando o mercado de Internet residencial via satélite há seis meses, a Viasat firmou uma parceria estratégica com a Sky para que esta realize a venda, instalação, suporte técnico e logística reversa do serviço fixo em todos os municípios do País.

O acordo entre as duas operadoras foi tornado público nesta terça-feira, 12. Em entrevista a TELETIME, o diretor comercial da Viasat Brasil, Bruno Soares Henriques, classificou a parceria como um marco para a operação da empresa. "Nossa cobertura e serviço já estava disponível em 100% do País. Agora, com a Sky, estaremos adicionando presença [de profissionais]".

A expectativa é que a novidade seja relevante sobretudo em áreas rurais, vistas como foco da operação de Internet residencial da Viasat (que utiliza capacidade do SGDC, da Telebras). "Pelo fato da Sky estar presente nos 5,5 mil municípios, isso vai permitir que cheguemos onde nenhuma concorrente consegue", afirmou Henriques, destacando também a expertise técnica da parceira na área.

Musculatura

Segundo o vice-presidente de operações e comercial da Sky, Sérgio Ribeiro, a operadora de TV paga via satélite reúne cerca de 5 mil empresas revendedoras. Juntas, elas somariam um contingente de mais de 40 mil profissionais. O anúncio oficial da parceria à rede credenciada deve ocorrer nesta quarta-feira, 13, mas a logística para distribuição dos equipamentos já começou.

Ao TELETIME, Ribeiro destacou que a parceria com a Viasat vai apoiar a estratégia da Sky de se tornar um hub nas verticais de home services e home automation. O acordo estratégico também deve "valorizar" a rede de credenciadas da empresa, que terão na revenda da Internet residencial uma nova oportunidade de negócios. Por outro lado, ainda não há previsão de comercialização de combos com produtos Sky e Viasat.

Concorrência

Vale notar que a Sky também possui uma operação de Internet residencial, ofertada via acesso fixo sem fio (com LTE) e com presença em cerca de 100 municípios.

Entretanto, por se tratarem de cidades com maior densidade demográfica que as vislumbradas pela Viasat, o entendimento é que os dois produtos não devem colidir. "Nossos concorrentes são os ISPs", apontou Sérgio Ribeiro, da Sky. "Banda larga via satélite não compete com tecnologias terrestres", concordou Henriques, da Viasat.

De modo geral, a avaliação da operadora de origem norte-americana é de uma "demanda muito forte" pelo serviço residencial via satélite, sobretudo no interior dos estados. Hoje a Viasat trabalha com pacotes de 30 Mbps, 20 Mbps e 10 Mbps de velocidade suportados pelo SGDC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.