Telefonia fixa perdeu mais 140 mil linhas em novembro

Foto: Jean Scheijen/FreeImages.com

[Atualizada às 16h35] O serviço de telefonia fixa encerrou novembro de 2018 com 38,604 milhões de linhas ativas no Brasil, informou a Anatel nesta quinta-feira, 10. Na comparação com mês anterior (outubro), o penúltimo mês do ano passado registrou queda de  0,36%, ou 140,5 mil linhas desligadas. Frente novembro de 2017, a redução foi de 4,78%, ou 1,936 milhão de desconexões.

Do total de linhas, 21,950 milhões pertenciam às concessionárias do serviço, contra 16,653 milhões das autorizadas. Em comparação a outubro de 2018, as concessionárias apresentaram uma redução de 116,5 mil linhas fixas (queda de 0,53%) enquanto as autorizadas apresentaram diminuição de 24 mil (redução de 0,14%).

Em 12 meses, as concessionárias registraram redução de 1,682 milhão de linhas fixas (7,12% abaixo no comparativo) e as autorizadas perderam 253,3 mil (1,50% de queda). Entre as concessionárias, a Oi possuía o maior número de linhas fixas em novembro, com 12,392 milhões de linhas (56,45%), seguida pela Vivo, com 8,658 milhões linhas (39,44%) e pela Algar Telecom, com 741,8 mil linhas (3,37%).

Já nas autorizadas, a Claro registrou a maior participação de mercado, 10,512 milhões de linhas fixas no País (63,12%), seguida pela Vivo, com 4,351 milhões (26,12%), e TIM, com 868,3 mil (5,21%).

1 COMENTÁRIO

  1. Ainda tenho fixo da Tim e da Oi. Preciso para ligar para bancos e para a concessionaria de energia do meu estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.