Acordo com Opportunity: quem vai assinar embaixo?

Pelo menos um dos diretores estatutários da Brasil Telecom poderá pedir afastamento do cargo para não ter de assinar eventual acordo com o Opportunity, abrindo mão de todas as ações na Justiça contra o banco de Daniel Dantas como parte do entendimento para a formação da BrOi. Esse diretor estatutário teme conseqüências futuras que poderão prejudicar sua carreira de executivo e a própria respeitabilidade adquirida ao longo da vida profissional. Ou seja, não se sente confortável em assinar um eventual perdão a Daniel Dantas, apenas para atender o desejo de concluir o negócio manifestado pelos acionistas da Brasil Telecom.
Explica-se: parte dos acordos que estão sendo celebrados entre fundos de pensão, Citibank e Opportunity passam pelas auditorias realizadas pela BrT sobre o período da gestão Dantas. Estas auditorias constataram prejuízos de pelo menos R$ 600 milhões, e parte destes prejuízos já estão sendo reclamados na Justiça e à Comissão de Valores Mobiliários. No caso da CVM, inclusive, é impossível retirar as queixas já feitas.
Já no caso da Justiça, para que as ações sejam retiradas, é preciso a aprovação dos diretores estatutários, do conselho diretor da empresa e, sobretudo, da Assembléia de Acionistas.

Notícias relacionadas
Pela legislação brasileira, se for constatado que diretores estatutários ou conselheiros de alguma maneira prejudicaram os interesses da companhia, a pena recai sobre a pessoa física do diretor ou conselheiro e não atinge necessariamente o acionista interessado no negócio. Ou seja, pagará na Justiça e junto aos órgãos reguladores quem executou a operação.
É por isso que na mesa de negociação com Dantas colocou-se uma indenização para a Brasil Telecom e também a possibilidade de os fundos de pensão e do Citibank serem responsáveis solidariamente a eventuais danos que possam ter sido causados à companhia na gestão Opportunity. Não se sabe se estas propostas serão aceitas por todas as partes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.