Ericsson terá crédito rotativo de US$ 2 bilhões com metas de sustentabilidade

A Ericsson anunciou o acesso a um crédito rotativo de US$ 2 bilhões vinculado a indicadores de sustentabilidade, como a neutralização de emissões de carbono na operação da fornecedora até 2030.

O compromisso é a renovação de uma linha de crédito assinada em 2013 e não utilizada pela companhia. Segundo a Ericsson, 18 bancos foram convidados e aceitaram participar da nova emissão, liderados pelo HSBC e Skandinaviska Enskilda Banken (SEB).

Além da redução da pegada de carbono como primeira meta, esforços para limitar o aumento da temperatura média a 1,5ºC também estão associados aos recursos que poderão ser acessados pela companhia sueca.

Notícias relacionadas

"Incorporar KPIs [indicadores] de sustentabilidade nesta nova linha de crédito é um passo importante em nosso trabalho contínuo para integrar nossas ambições de sustentabilidade em todas as nossas operações", sinalizou em comunicado o diretor financeiro (CFO) da Ericsson, Carl Mellander.

No Brasil, a TIM fez emissão de bonds relacionados a metas de sustentabilidade na ordem de R$ 1,6 bilhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.