Telefónica completa venda de operação no Panamá

Foto: pixabay.com/pexels.com

Anunciada em fevereiro, a transação da venda da unidade do Panamá da Telefónica foi completada. O grupo divulgou nesta quinta-feira, 29, em fato relevante enviado ao regulador espanhol Comissão Nacional do Mercado de Valores Mobiliários (CNVM), a transferência da totalidade do capital social (60% detido pela empresa, 40% pela Corporación Multi Inversiones) da Telefónica Móviles Panamá para a Cable Onda, uma subsidiária do grupo Millicom International Cellular. A operação foi de US$ 594 milhões, ou aproximadamente 536 milhões de euros.

Com isso, a controladora da Vivo completa a venda de três das suas operações na América Central – anteriormente, a companhia já havia desinvestido os ativos na Guatemala e na Nicarágua. No total, essas operações custaram US$ 1,356 bilhão, dos quais 60% (US$ 814 milhões) correspondem à Telefónica.

A empresa ainda espera a finalização da venda das operações em El Salvador e Costa Rica. Considerando essas duas, o total da transação é de US$ 2,298 bilhões, ou 2,025 bilhões de euros, que trazem um impacto agregado de 7,4 vezes o lucro operacional antes de depreciação e amortização (OIBDA) para todas as companhias, além de uma redução da dívida de aproximadamente 1,4 bilhão de euros.

No fato relevante, a Telefónica reitera que a transação é parte da política de gestão de ativos do portfólio baseada na estratégia de "criação de valor, melhorando o retorno sobre capital e posicionamento estratégico". Também diz que complementa a meta de redução de dívida e fortalecimento do balanço patrimonial em um cenário de crescimento de fluxo de caixa, "o que nos permitirá manter uma remuneração de acionistas sustentável e atrativa".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.