Bernardo: operadoras tentam barganhar condições para o leilão de 700 MHz

Para o ministro Paulo Bernardo, as operadoras estão "choramingando" por conta do valor e condições das outorgas para um eventual leilão da faixa dos 700 MHz para a prestação de serviços de LTE. Bernardo afirmou nesta quarta-feira, 29, durante o Painel Telebrasil em Brasília, que as próprias empresas haviam "corrido atrás" do Minicom e da Anatel logo após o leilão de 2,5 GHz para pedir pela consideração sobre o dividendo digital. "Elas mesmas querem isso, estão apenas barganhando", disse.

Notícias relacionadas
Bernardo afirmou ainda que o ministério não iria desconsiderar a cobertura de radiodifusão no território, mas adianta que o desligamento da TV analógica pode ser até adiantado em algumas cidades que não utilizam a frequência de 700 MHz. "A TV precisa ser resolvida, somente nessa sequência é que faremos o leilão", disse. Grandes centros como São Paulo, podem até ter o desligamento antes. "Pode ser em 2014 ou 2015", afirmou o ministro, pouco antes de se dirigir ao palco na abertura do evento.

O leilão da faixa dos 700 MHz, disse Paulo Bernardo durante a cerimônia de abertura do evento, poderá ser concluído em 2013, a partir do segundo semestre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.