Publicidade
Início Newsletter KKR anuncia compra de 1,1 mil torres da Milicom na Colômbia

KKR anuncia compra de 1,1 mil torres da Milicom na Colômbia

Torre de radiodifusão

A Tigo Colombia (subsidiária da provedora Milicom) concordou em vender cerca de 1.100 torres de comunicação sem fio para afiliadas do fundo norte-americano KKR.

O fundo é o mesmo envolvido na compra da NetCo, a divisão de redes fixas da TIM Itália. De acordo com comunicado, o acordo de longo prazo firmado com a Milicom estabelece que o fundo norte-americano alugará as torres para a Tigo. O número exato de estruturas envolvidas no processo se dará após o fechamento efetivo do contrato.

O investimento, que ainda não teve valor divulgado, se dará por meio do fundo KKR Global Infrastructure Investors IV. Com a transação, a nova dona dos ativos planeja trabalhar em parceria com a Nexo Latam, uma plataforma de infraestrutura digital responsável por apoiar a implementação da estratégia de infraestrutura do KKR na América Latina.

Notícias relacionadas

“A KKR busca desenvolver a indústria de telecomunicações na América Latina por meio dos melhores ativos de missão crítica da categoria, como fibra, torres e pequenas células. Esta aquisição – juntamente com os investimentos em fibra da KKR no Chile, Colômbia e Peru – ressalta o compromisso da KKR com sua plataforma de infraestrutura digital na América Latina. Este importante acordo com a Tigo está alinhado com a nossa estratégia de parcerias de longo prazo com empresas líderes na região”, disse o sócio da equipe de infraestrutura da KKR, Waldemar Szlezak.

O CEO e presidente do conselho da Millicom, Mauricio Ramos, disse que a transação é um passo importante para simplificar os negócios da companhia. “Esta transação aumenta nossa eficiência operacional e de capital na Colômbia, com obrigações de arrendamento de longo prazo denominadas em pesos colombianos, consistente com nosso objetivo de aumentar nossa proporção de financiamento em moeda local”, explicou Ramos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile