Receita da América Móvil alcança R$ 8,1 bilhões no segundo tri no Brasil

A receita do grupo América Móvil no Brasil, somando as empresas Claro, Embratel e Net Serviços, foi de R$ 8,1 bilhões no segundo trimestre deste ano, o que representa um crescimento de 8% em relação ao mesmo período do ano passado. Desse total, R$ 3,21 bilhões vieram da Claro, resultado 2,3% melhor que um ano atrás. Os serviços de telefonia fixa, banda larga fixa e TV por assinatura da Embratel e da Net responderam por uma receita de R$ 5,22 bilhões, o que significa um crescimento de 10,1% na mesma comparação anual. O EBITDA da operação brasileira foi de R$ 1,9 bilhão (crescimento de 2,7%), o que representa uma margem de 23,3%. Os serviços que apresentaram maior aumento em receita foram o de TV por assinatura (+22%) e de dados móveis (+17,8%).

A Claro encerrou o segundo trimestre com 66,47 milhões de assinantes, sendo 52,77 milhões pré-pagos. A receita média mensal por usuário (ARPU) caiu de R$ 16 para R$ 15 em um ano. E a média de minutos trafegados por mês por usuário subiu de 107 para 119.

Grupo

No resultado consolidado do grupo, contando todas as suas operações na América Latina e nos EUA, a América Móvil registrou um aumento de 1,6% em sua receita no segundo trimestre, na comparação com o mesmo período do ano passado, subindo de 191,7 bilhões de pesos mexicanos para 194,8 bilhões de pesos mexicanos, ou US$ 15,46 bilhões, considerando a taxa de câmbio desta quinta-feira, 25. O EBITDA caiu 2,1%, de 66,43 para 65,04 bilhões de pesos mexicanos (US$ 5,16 bilhões). A margem EBITDA foi de 24,5%. A companhia registrou lucro de 14,19 bilhões de pesos mexicanos (US$ 1,13 bilhão), o que representa um crescimento de 7,9%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.