Competição entre TVA e Vivax esquenta no ABC

A competição entre a Vivax e a TVA está acirrada no ABC paulista. As empresas lutam pela preferência dos consumidores, oferecendo preço, pacote flexível e serviço diferenciado. Nas ofertas entram televisão por assinatura e acesso banda larga. A TVA, que opera na região com o MMDS, incluiu no cardápio o serviço de voz sobre IP e a banda larga Speedy da Telefônica onde o seu Ajato não chega. A rede da Vivax ainda é analógica, enquanto a da TVA é digital. O vice-presidente de operações da Vivax, Antonio João Filho, não acredita que a concorrente esteja conseguindo vender banda larga na região, ?porque com MMDS é difícil?, e desafia: quer que a TVA mostre quantos clientes tem no ABC. Sem mostrar os números, a diretora superintendente da TVA, Leila Lória, responde: ?Eles estão nervosos porque nunca tiveram concorrência no ABC.?
É a primeira vez que a região vê dois operadores terrestres concorrendo. No passado, quando o cabo no ABC era operado pela Canbrás e tinha a TVA como sócia, havia um acordo para que a TVA não vendesse na região. Mas com a aquisição da Canbrás pela Vivax e, agora, da Vivax pela Net, o cenário mudou e a TVA abriu os olhos para o ABC paulista, uma das regiões de maior poder aquisitivo no País. Os ânimos competitivos se acirraram. Um plano da TVA com Speedy Light de 350 kbps, sem limite de download, pacote de TV com 56 canais sai por R$ 69,90. Se o cliente optar por Ajato, as condições melhoram. O vendedor diz que o preço não muda e não há contrato de fidelidade e ainda oferece um ponto extra grátis. Mas a diretora de marketing e relacionamento da TVA, Leila Cocito, pede desculpas e esclarece: há fidelidade por 12 meses e o valor passa para R$ 89,90 após três meses.
Na Vivax, o pacote básico tem 27 canais, banda larga de 150 kbps, provedor de conteúdo incluído e preço de R$ 69,90 que sobe para R$ 99,90 após três meses. Mas se for para tirar um cliente da concorrência, como a Sky, o vendedor puxa outras opções da manga e oferece mais vantagens.
Antonio João diz que não tem notícias de perder clientes para a TVA na região. No caso dos prédios, por exemplo, onde os contratos são coletivos, conta que perdeu menos de dez prédios para a concorrente, num universo de 5 mil. ?Mas recuperamos todos. O serviço de banda larga no MMDS é muito precário?, afirma o executivo. Ele garante que o Speedy também não o preocupa, pois o ABC é onde mais cresce a penetração de banda larga. ?Nós oferecemos 10 Mbps e a Telefônica só 1 Mbps efetivamente. Nosso atendimento também é melhor.? Quando a rede da Vivax estiver digitalizada, o que está previsto para acontecer até o final do ano, o executivo acredita que terá ainda melhores condições de concorrer. Após a aprovação da compra da Vivax pela Net, poderá oferecer o Net Fone também.
Leila Lória explica que nas casas do ABC o custo de instalação da banda larga MMDS exige maior investimento. Como a TVA tem limitação de investimento (situação que, segundo ela, deve mudar com a entrada da Telefônica na sociedade), prefere instalar o Speedy, que dispensa esse custo. O nervosismo da concorrência, segundo a executiva, se reflete nos planos oferecidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.