Vivendi não teria interesse em vender fatia da Telecom Italia para KKR

Foto: Pixabay

Principal acionista da Telecom Italia (controladora da TIM), o grupo francês Vivendi não tem interesse em negociar sua participação na operadora com o fundo KKR e segue comprometido com o mercado italiano.

A sinalização foi reportada pela empresa a diversos veículos da imprensa internacional nesta terça-feira, 23. A proposta dos norte-americanos do KKR pela Telecom Italia foi confirmada no domingo, 21.

Segundo a Vivendi, contudo, a oferta indicativa (0,505 euro por ação) não refletiria adequadamente o valor da Telecom Italia. A cifra estaria 0,83 euro por ação abaixo do preço médio pago pelos franceses na fatia de 24% da operadora italiana, segundo cálculos da Reuters.

Notícias relacionadas

Para fechar o capital da controladora da TIM, o KKR busca apoio de 51% nas duas classes de acionistas da Telecom Italia e também do conselho de administração da empresa. Neste último caso, o apoio dos sócios franceses pode ser necessário para uma transação.

A proposta do fundo é avaliada em 10,8 bilhões de euros (cerca de US$ 12 bilhões), além da assunção da dívida de mais de 22 bilhões de euros da Telecom Italia.

Governo

Em paralelo, o governo da Itália também tem poder de veto (golden power) sobre a venda da operadora. À imprensa do país, o ministro para o Desenvolvimento Econômico italiano, Giancarlo Giorgetti, afirmou que o governo deve avaliar o interesse público caso a proposta evolua. A Telecom Italia é vista como um ativo estratégico e reflexos trabalhistas de uma possível venda também são considerados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.