Vivo escolhe Canonical para migração à nuvem de sistema de cobrança

A Telefônica Brasil (Vivo) escolheu a fornecedora de software Canonical para apoiar a migração para nuvem de seu sistema de cobrança online (OCS). O projeto prevê a construção de oito nuvens privadas distribuídas geograficamente pelo País.

A iniciativa da operadora faz parte do programa de virtualização Unica Next e teve início em agosto de 2020. Além fornecer o sistema openstack, a Canonical (responsável pelo sistema operacional para nuvem pública Ubuntu) também disponibilizará ferramentas de código aberto para automatização da operação da infraestrutura, além de manutenção e suporte.

"Há uma tendência crescente de adoção da openstack por empresas de telecomunicações e estamos entusiasmados para ver quais outros serviços baseados em nuvem o setor conseguirá oferecer com base na ferramenta", afirmou o VP de engenharia de campo da Canonical, Nicholas Dimotakis, em comunicado.

Notícias relacionadas

Latência

O sistema de cobrança online em questão atenderá demandas tanto de consumidores finais (B2C) quanto corporativos (B2B) da Vivo. A escolha por oito nuvens distribuídas ocorreu para garantir a baixa latência necessária para suprir as necessidades da ampla base de clientes.

Segundo o chefe de plataformas pré-pagas e OCS da Telefônica Brasil, Flavio Matiello, a migração dos aplicativos para a nuvem dará maior agilidade aos recursos de cobrança. A solução também foi classificada como "preparada para o futuro"; para a operadora, tal flexibilidade será importante considerando a chegada de serviços 5G.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.