AES Atimus testa acesso FTTH

Depois de lançar o serviço de banda larga pela rede elétrica, conhecido pela sigla Broadband Powerline (BPL), a AES Atimus (antiga AES Telecom) testa a tecnologia FTTH. A ideia é adotar o mesmo modelo de negócio utilizado para o BPL, ou seja, disponibilizar a infraestrutura para que um parceiro ofereça o serviço ao cliente final.
Segundo Emerson Hioki, diretor de engenharia e tecnologia da AES Atimus, o teste leva links com velocidade de 1 Gbps para cada residência. O número de residências que participam do projeto não foi revelado. "É uma prova de conceito que está sendo realizada em alguns prédios específicos", diz ele.
A AES quer estar preparada para atuar como parceiro de infraestrutura quando os serviços que exigem ultra banda larga como TV em alta definição, jogos colaborativos, vídeoconferência etc forem uma realidade de mercado.

Notícias relacionadas
O teste de FTTH não significa que a AES Atimus esteja procurando uma alternativa ao BPL. Hioki explica que são produtos com propósitos diferentes. No caso do BPL, o parceiro da AES Atimus é a Intelig, que usa a rede de fibra da companhia para prestar serviço de banda larga e voz. Hoje 15 mil residências são cobertas pela rede de fibra da AES Atimus. A rede da empresa atende a 21 cidades em São Paulo e rio de Janeiro e passa de 5,5 mil km. Atualmente, a Atimus está em processo de venda de sua plataforma. Teles como Oi, Telefônica, GVT e CTBC estão no páreo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.