Publicidade
Início Newsletter Anatel terá regras temporárias para instalação de repetidores por cidades

Anatel terá regras temporárias para instalação de repetidores por cidades

Cidade de Guanhães (MG). Foto: Ezio Victor/Wikimedia Commons

O Conselho Diretor da Anatel aprovou em reunião nesta quinta-feira, 8, o seu primeiro sandbox regulatório – quando regras mais flexíveis são adotadas temporariamente. O ambiente experimental mira a utilização de repetidores e reforçadores internos de sinais por municípios.

O objetivo é permitir uma melhoria do sinal de telefonia móvel em localidades onde os serviços não apresentam cobertura com nível de sinal suficiente para plena utilização. Na Anatel, o projeto foi relatado pelo conselheiro Alexandre Freire.

O conselheiro detalhou que o projeto piloto prevê a possibilidade de autorização de uso de radiofrequências, em caráter secundário e em condições distintas daquelas definidas no Regulamento de Uso do Espectro (RUE). Para a instalação dos repetidores e reforçadores, estão elegíveis agentes municipais.

Notícias relacionadas

Para essas entidades, será conferida outorga para prestação do Serviço Limitado Privado (SLP), além da autorização de uso secundário de espectro. A área geográfica associada à autorização deve estar limitada às localidades fora do distrito sede dos municípios e sem cobertura adequada – mas que estejam dentro da área de prestação da rede que o repetidor ou reforçador interno estará associado.

Alexandre Freire notou que houve questionamentos às novas regras nas últimas 24 horas, mas que os pleitos não foram acatados após o relator não ver evidências de que a medida poderia acarretar algum tipo de prejuízo ao ambiente regulatório. Depois do prazo do sandbox – que ainda não foi divulgado -, um relatório será realizado, com possibilidade de regulamentação definitiva do modelo.

Satélites D2D

Este não é o único sandbox regulatório em discussão na Anatel. A agência também está estudando regras temporárias flexíveis para a comunicação direta entre satélites e dispositivos (direct-to-device, ou D2D) no Brasil. Neste caso, o processo do sandbox para os testes de satélite D2D deve vir em abril, apurou TELETIME.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile