Anatel prepara medida para dar transparência às faturas de telefonia móvel

A Anatel quer lançar uma medida de transparência para contas e contratos das teles ainda neste mês, disse Carlos Cavalcanti, diretor-titular do Departamento de Infraestrutura da Fiesp (Deinfra), durante o 5º Encontro de Telecomunicações da federação de indústrias de São Paulo. Cavalcanti afirma que há um grande paradoxo nos call centers: de um lado, são ágeis para vender produtos, de outro, ineficientes para resolver problemas. “A Anatel está buscando um modelo para cancelar contratos pela Internet, de forma que o consumidor não precise falar com os atendentes”, conta o diretor.

De acordo com o presidente da Anatel, João Rezende, a agência gasta R$ 20 milhões por ano para atender as ligações no call center, que chegam a 30 mil por dia. “85% das ligações são resolvidas pelas próprias empresas, e estamos trabalhando paulatinamente a melhora do call center”, diz. O presidente declarou que a agência está trabalhando também em um serviço para resolver problemas de smartphones mais avançados, como o iPhone. O usuário poderia fazer reclamações sobre o aparelho por SMS, por exemplo.

O ministro Paulo Bernardo também afirmou que a Anatel está focando no consumidor e que a agência deve tomar medidas para regular cobranças nas faturas de serviços das operadoras. “A ideia é melhorar quando o consumidor tem um problema na fatura. Eu mesmo, quando vejo uma cobrança errada na minha conta, ligo para resolver o problema”, diz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.