TIM Brasil pode sair do processo de venda

O destino da TIM Brasil será decidido em breve. O dilema vende ou não vende deve acabar logo. E a opção que ganha cada vez mais força na matriz da empresa, na Itália, é não vender a operação brasileira. Ou seja, Claro, Vivo, Brasil Telecom e Oi continuarão provavelmente tendo a TIM como concorrente.
A informação, obtida por TELETIME News junto a fonte da empresa no Brasil, aponta ainda para a necessidade urgente de uma definição. A notícia divulgada com grande destaque no sábado passado, dia 25, pelo jornal O Globo, de que a TIM já teria sido vendida para a Claro, controlada pelo grupo do empresário mexicano Carlos Slim, teve um forte impacto negativo sobre as vendas pré-natalinas. Revendedores e fornecedores passaram a questionar a direção da TIM Brasil. Contratos de serviços com o segmento corporativo deixaram de ser fechados, muitos clientes que recém-trocaram de operadora se queixaram. Generalizou-se uma situação de desconforto entre os cerca de 10 mil funcionários diretos da operadora, com muitos executivos começando a procurar o mercado de trabalho em busca de novas colocações.
De nada adiantou a direção da TIM Brasil, atendendo a questionamento da CVM, divulgar release desmentindo a informação publicada como fato já praticamente consumado pelo jornal de grande prestígio e circulação no Rio de Janeiro. O desmentido não foi levado a sério. Como conseqüência, a cotação das ações da TIM Brasil em bolsa teve fortíssima oscilação. E o dano operacional já causado, segundo fontes da empresa, dificilmente será consertado num futuro imediato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.