Leilão de sobras do 2,5 GHz vai atrasar, mas sai ainda esse ano, diz Rezende

O presidente da Anatel, João Rezende, revelou durante seu discurso na cerimônia de abertura do 7º Encontro Nacional de Provedores de Internet e Telecomunicações da Abrint nesta segunda, dia 1º, que o leilão de sobras das frequências de 2,5 GHz, prometido inicialmente para outubro, vai atrasar. A ideia é oferecer lotes de 2,5 GHz para uso na tecnologia TDD (Time-Division Duplex), que garante serviço de banda larga fixa para pequenos provedores nos pequenos municípios. Atualmente é frequências de 2,5GHz, disponíveis em mais de 4,6 mil cidades brasileiras.

"Minha intenção era de que fosse realizado em outubro, mas já me passaram o calendário e, como sempre, vai atrasar, para novembro ou dezembro. Mas vai ainda esse ano", promete Rezende.

A realização do leilão ainda em 2015 tem um propósito claro: ajudar na arrecadação do governo, sem que seja necessário mexer na arrecadação do Fistel – algo que tem deixado o setor em estado de alerta.

O atraso, segundo Rezende, se deve à complexidade de desenvolvimento do sistema eletrônico para o leilão dos milhares de pequenos lotes para os mais de 4,6 mil municípios brasileiros. O edital estava sendo finalizado pela área técnica e ainda deverá passar por consulta pública.

Aliás, essa é uma das novidades do leilão: o fato de ser segmentado em municípios, e não em áreas de numeração. Isso é possível porque será um leilão apenas para uso das frequências no SCM, sem numeração, portanto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.