OUTROS DESTAQUES
Infraestrutura
Ceará prepara decreto que zera taxa de direito de passagem
quinta-feira, 22 de setembro de 2011 , 19h37 | POR HELTON POSSETI

O Ceará é o primeiro estado do Brasil que pretende abrir mão da receita com a autorização para o direito de passagem de diferentes redes pelos seus domínios. Empresas de diferentes setores, como energia, telecom, saneamento etc. devem pagar para construir sobre áreas de domínio do estado como as rodovias.

O decreto elimina essa cobrança com uma condição: a empresa deverá construir um duto para compartilhamento futuro com outros interessados. De acordo com Fernando Carvalho, presidente da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), esse sistema representa uma economia de 25% no custo do lançamento de uma fibra, uma vez que elimina a necessidade de uma nova obra civil para cada cabo que se deseja passar.

O decreto já passou por audiências públicas e deverá ser publicado em breve. Segundo ele, a prefeitura de Fortaleza deverá também adotar medida semelhante. A Etice é a uma empresa pública que controla um anel de fibra óptica no Estado e presta serviço para a administração pública. A companhia está preparando uma licitação com 18 lotes que vão de 60 Mbps a 1 Gbps para os provedores de Internet do Ceará. Segundo Carvalho, o edital deverá sair até o fim de outubro.

Telebrás

A empresa assinou contrato com a Telebrás, que vai elevar a capacidade da sua rede de 10 Gbps para 20 Gbps em cada um dos dois pares de fibras acessas da companhia. O acordo também permite que a Telebrás forneça conexão aos provedores de 92 municípios por que passa a rede da Etice. “Nossos objetivos são os mesmos e as nossas redes se complementam”, afirma Carvalho.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top