Mesmo com pedido da Apple, Motorola decide prosseguir com ações sobre patentes

Há cerca de uma semana, a Apple entrou com recurso na Corte Distrital de Wisconsin e na Corte Distrital do Sul da Flórida, nos Estados Unidos, para interromper o trâmite de dois processos abertos pela Motorola por quebra de patentes. A fabricante do iPhone alega que a empresa perdeu a custódia das patentes por ter sido comprada pelo Google, que as detém desde então. A Motorola, contudo, solicitou aos tribunais que os processos sejam levados adiante, de acordo o documento divulgado pelo TechCrunch, um dos blogs de tecnologia mais lidos do mundo. A empresa afirma que, mesmo se as cortes decidirem a favor da Apple, a Motorola gostaria de que fossem "resolvidas as questões pendentes".

Uma das cláusulas do acordo de compra entre a Motorola e o Google limita a autonomia da primeira para se envolver em litígios e decidir sobre eles sem o consenso do gigante das buscas. Ao mesmo tempo, o Google não pode recusar a decisão da Motorola "sem uma justificativa sólida". Enquanto a compra não estiver concluída, a Motorola irá operar como empresa independente, com gestão própria. Entretanto, como as empresas já estão em processo de fusão, é muito provável que o Google esteja ciente e atuando na decisão sobre como conduzir o processo envolvendo suas patentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.