OUTROS DESTAQUES
Política
Paulo Bernardo vai negociar antecipação da cobertura do 450 MHz
quarta-feira, 22 de Maio de 2013 , 14h17 | POR HELTON POSSETI

O ministro Paulo Bernardo deu detalhes do teor da conversa que ele quer ter com as empresas que deverão implantar a rede rural em 450 MHz. Além da questão da integração dessas redes ao Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) 2.0, o ministro deixou claro que o objetivo do governo é antecipar a implementação dessas redes, que pelo edital da Anatel deve ser iniciada no ano que vem.

"Sabemos dos prazos para a implantação do 450 MHz, mas queremos discutir essa questão", disse o ministro nesta quarta, 22, durante o Painel Telebrasil. A antecipação dos prazos, ele esclarece, terá o suporte financeiro do governo. "Quero discutir com transparência. A presidenta Dilma já colocou que está disposta a ajudar", disse ele.

Um componente importante para a construção das redes na área rural é a regulamentação da desoneração dos equipamentos de 450 MHz, do serviço prestado na faixa e das antenas satelitais de banda larga. Para o ministro, essa segunda etapa na desoneração do investimento do setor deve ser mais rápida do que a aprovação do Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga (REPNBL). "Os problemas que tivemos no decreto anterior não estão presentes. O impacto na arrecadação é mínimo. No 450 MHz, por exemplo, é zero, porque o serviço não existe", afirma ele.

A expectativa é que esse decreto saia no primeiro semestre. "Já estamos com a minuta pronta. Vou pessoalmente conversar com o ministro da Fazenda".

Bernardo falou da importância do setor para o governo da presidenta Dilma Rousseff, cujo crescimento está ancorado no aumento da competitividade e no aumento do investimento em infraestrutura.

Sobre a Lei das Antenas, o ministro diz que está percebendo no Congresso uma grande vontade de aprovar com rapidez. A perspectiva dele é que a matéria seja aprovada ainda neste semestre. Ele voltou também a manifestar o seu apoio pela prorrogação do prazo para a submissão dos projetos ao REPNBL. Disse que acha justa a prorrogação, já que a aprovação do programa atrasou e vai conversar com o ministro Guido Mantega sobre o assunto.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top