OUTROS DESTAQUES
BANDA LARGA
Faixa de 700 MHz para banda larga é liberada em mais 156 cidades
sexta-feira, 07 de julho de 2017 , 12h33

A faixa de 700 MHz já pode ser usada para banda larga 4G em mais 156 cidades brasileiras. Com isso, agora são mais de 1,8 mil cidades aptas a utilizar essa frequência para a prestação da banda larga móvel, dentre elas 12 capitais: Aracaju, Boa Vista, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Fortaleza, Macapá, Natal, Palmas, Recife, Rio Branco, Teresina.

O licenciamento de estações na faixa de 700 MHz é resultado não apenas do switch-off programado da TV analógica, mas também do trabalho realizado no âmbito do Gired (Grupo de Implantação da Digitalização da TV aberta) para a antecipação da liberação dessa faixa para utilização das operadoras móveis antes do desligamento do sinal. Em outros casos, como na capital São Paulo e arredores, o desligamento do sinal analógico já foi realizado, mas o trabalho de mitigação para poder ligar a rede móvel nessa frequência pode só acabar em meados de 2018.

Para possibilitar a convivência harmônica entre os serviços de televisão e de telefonia móvel, a Anatel realiza estudos de viabilidade técnica nos municípios a serem liberados para evitar interferências. Tal estudo é aprovado pelo Gired, grupo presidido pela agência e que conta com a participação da Secretaria de Radiodifusão do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, além das associações representativas das empresas de radiodifusão e das teles.

A partir da aprovação do Gired, a Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV inicia um estudo preventivo de mitigação de eventuais interferências. Após o encerramento dessa atividade, a Anatel libera o licenciamento das estações.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top