OUTROS DESTAQUES
Internet das Coisas
Vivo começa operação comercial de redes NB-IoT e LTE-M
terça-feira, 19 de março de 2019 , 15h29

A Vivo anunciou, por meio da divisão Vivo Empresas, o lançamento comercial de suas redes NB-IoT e LTE-M voltadas para o atendimento da demanda por Internet das Coisas no segmento corporativo. As opções estão disponíveis na cidade de Chapecó (SC) e devem chegar às principais capitais no curto ou médio prazo. A operadora também prometeu que a funcionalidade eSIM estará disponível em equipamentos para clientes B2B ainda neste ano. As redes NB-IoT e LTE-M utilizam tecnologia da Huawei.

Hoje, a operadora já soma mais de 8 milhões de dispositivos conectados no segmento M2M-IoT, sendo que mais da metade deles é gerida através da plataforma própria da companhia, a Vivo Kite Plataform; no caso das duas redes que iniciam operação comercial, a comercialização ocorrerá através do ambiente. A operadora lembra que enquanto a NB-IoT é indicada para a conexão de dispositivos estáticos como aplicações de iluminação pública, alarmes, lixeiras e bueiros inteligentes ou medidores inteligentes de água, luz e gás, a tecnologia LTE-M apresenta melhor performance em casos que demandam mobilidade, como rastreamento de veículos, de animais, de objetos de alto valor ou sistemas de pagamento por POS.

Em paralelo, a companhia afirmou que "vem trabalhando para oferecer aos seus clientes B2B, ainda neste ano, a funcionalidade de embedded SIM (eSIM)". Com a iniciativa, o eSIM se torna um componente eletrônico e passa a ser embarcado nos equipamentos durante o processo de fabricação dos dispositivos. "Este tipo de tecnologia é a tendência do mercado IoT, pois potencializa um novo modelo de negócio com as indústrias de manufatura, principalmente o setor automotivo com seus projetos de carros conectados", afirmou a diretora de marketing, produtos digitais e inovação B2B da Vivo, Debora Bortolasi.

Concorrência

Ao lado da Ericsson, a TIM tem realizado testes de longa distância em cima de sua rede NB-IoT; o serviço é oferecido comercialmente pela empresa em Santa Rita do Sapucaí (MG), Itajubá (MG), Cataguases (MG), Correntina (BA), Campinas (SP) e Rio de Janeiro. Já o grupo Claro Brasil afirmou no fim de janeiro a este noticiário que o lançamento de suas duas primeiras redes dedicadas para aplicações de IoT deve ocorrer no começo do segundo trimestre.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top