OUTROS DESTAQUES
Banda larga
Anatel deve manter exigências de parâmetros técnicos, mas com entidade independente de controle
quinta-feira, 13 de outubro de 2011 , 20h33 | POR SAMUEL POSSEBON

A área técnica da Anatel concluiu a análise da consulta pública para o Regulamento de Gestão de Qualidade do Serviço de Comunicação Multimídia (RGQ-SCM), que estabelecerá os parâmetros de qualidade na prestação do serviço de banda larga. Segundo apurou este noticiário, a agência deverá fazer mudanças importantes em relação à primeira proposta que foi colocada em consulta pública, mas nada que altere o objetivo central do regulamento, que é assegurar um parâmetro mínimo na qualidade dos serviços regulados pela agência. Segundo fontes ouvidas por esse noticiário, as principais mudanças serão nos indicadores de atendimento que estavam estabelecidos na minuta. Esses indicadores devem ser escalonados no tempo. Já os parâmetros técnicos de qualidade, entre eles os que previam que a velocidade média ofertada seja de 80% da velocidade nominal ao final de três anos, devem ser mantidas como estavam na consulta. A única mudança significativa nesse sentido é o fim da meta que previa um limite máximo de 80% de ocupação da capacidade dos enlaces em 95% dos casos.

Outra proposta da área técnica, acolhendo sugestões da contribuição, é a criação de uma entidade responsável por aferir de maneira neutra os parâmetros técnicos de qualidade exigidos pelo regulamento. Será essa entidade que cuidará, por exemplo, dos equipamentos e softwares necessários à aferição, e será ela quem coletará os dados e os repassará à Anatel. Segundo fontes ouvidas por este noticiário, seria uma entidade neutra e sem vínculos com as empresas.

Outra grande preocupação das empresas na consulta era com as dificuldades de estabelecer mecanismos técnicos precisos de medição, que considerassem todas as variáveis. A proposta da área técnica é que seja constituído um grupo, em conjunto com o Comitê Gestor de Internet, para definir as especificações desses mecanismos.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top