OUTROS DESTAQUES
Satélite
Hispamar também assina acordo com Facebook para Wi-Fi comunitário no Brasil
quinta-feira, 02 de maio de 2019 , 19h58

A Hispamar, subsidiária brasileira do grupo espanhol Hispasat, anunciou nesta quinta-feira, 2, parceria com o Facebook para oferecer conectividade por meio da plataforma Express Wi-Fi da rede social combinada com a capacidade satelital da operadora. A ideia é proporcionar a provedores regionais (ISPs) capacidade para oferecer pontos de acesso Wi-Fi em regiões remotas, onde atualmente há pouca ou nenhuma disponibilidade de conectividade ou infraestrutura.

Na parceria, a Hispamar fornecerá a capacidade em banda Ka do satélite Amazonas 5 para estações VSATs e soluções de serviços gerenciados, permitindo aos parceiros locais e ISPs comercializarem o acesso e fornecerem suporte ao usuário final. O Facebook, por sua vez, fornecerá a plataforma Express Wi-Fi para ajudar os provedores e operadoras móveis a construir, operar e monetizar o negócio.

Segundo o diretor de Negócios da Hispamar para a América do Sul, Sergio Chaves, a operadora está prospectando o mercado junto aos ISPs. "Não podemos abrir muito o modelo de negócios, mas eu sou responsável por encontrar parceiro, instalar o ponto e entregar a solução para que o ISP consiga monetizar o serviço", explicou ele a este noticiário. O Facebook fica com a camada da plataforma de gestão, que pode exigir também um treinamento técnico. Ele explica que a parceria não chega a ser comparada ao modelo de MVNOs do serviço móvel, uma vez que a prestação de serviços (e obrigações atreladas) continua sendo da Hispamar.

Chaves explica que a operadora já tem a possibilidade de ofertar o serviço. Um grupo de dez provedores parceiros foi recentemente à sede da empresa no Rio de Janeiro para treinamento, combinando com eles o desenho de como chegar aos mercados onde há a demanda correta. O desafio é encontrar as localidades que se encaixem no perfil de não terem infraestrutura (ou se tiver, que seja insuficiente) já presente, mas que haja demanda suficiente para garantir retorno. "Apesar de ter todo um cunho de inclusão, é um serviço comercial, o cliente paga para ter acesso. E se e paga, precisa ter resultado financeiro positivo", argumenta.

O diretor da operadora explica que "troca figurinhas" com os ISPs, justamente por have rum interesse comum no modelo de negócios. "Tem muito acesso via rádio nos confins do Brasil, e às vezes o provedor não encontra viabilidade. Fazendo parceria com a gente, ele não precisa investir tanto, e aí ele passa a atuar lá." Há conversas com associações e outros ISPs para expandir o alcance para mais empresas, logicamente seguindo a área de cobertura do Amazonas 5.

O modelo de negócios prevê a oferta de acesso Wi-Fi por meio de pacotes pré-pagos, com diferentes opções de produtos e preços. Chaves explica que será possível disponibilizar acesso por tempo, por velocidade, por tráfego ou por uma combinação desses elementos.

Concorrência

A parceria com a Hispamar foi divulgada no mesmo dia em que o Facebook anunciou acordo similar com a Hughes, também no guarda-chuva da plataforma de universalização da rede social. Chaves explica que "cada um tem seus acordos", mas assegura que o contrato com a concorrente "não é problema" para a Hispamar. O acordo com a gigante norte-americana já estava sendo negociado "há algum tempo", aproveitando a experiência da operadora em outros mercados como a Colômbia e do Facebook na Índia e na África.

Sérgio Chaves explica que a marca do Facebook é um grande atrativo, mas assegura que o acordo traz "outras vantagens" além disso. Embora não possa detalhar o modelo, ele explica que o contrato da Hispamar é direto com o provedor, sem participação do Facebook. E a disponibilização do acesso não obriga ao ISP, que utiliza a plataforma Express Wi-Fi, a exigir do cliente final um cadastro na rede social, embora ele acredite que o usuário deverá acabar buscando justamente o acesso a esses serviços (vale lembrar que, além do Facebook, Instagram e WhatsApp fazem parte da empresa de Mark Zuckerberg). Não existe ainda na parceria um modelo semelhante ao zero-rating de aplicativos ofertados por operadoras móveis, mas ele entende que, se houver demanda do mercado, poderá ser considerado.

Além da Hispamar e da Hughes, o Facebook ainda tem um acordo semelhante com a operadora norte-americana Viasat, mas destinada ao mercado mexicano – pelo menos por enquanto.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Avatar Jardel D'OLIVEIRA disse:

    Interessante. #GoWiFi #WiFi

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top