Intelsat demonstra transmissão 4K em menos de 6 MHz

A Intelsat está demonstrando na SET Expo, que acontece esta semana em São Paulo, uma transmissão via satélite em 4K usando uma faixa de apenas 5.8 Mhz, em banda Ku. A transmissão do vídeo 4K a 60 frames por segundo demanda uma banda de 20 Mbps, graças ao codec HEVC. Segundo Marcio Brasil, diretor comercial da Intelsat, a transmissão numa faixa estreita de espectro só é possível à modulação alta, com 32APSK. Para isso, é necessário uma potência de transmissão muito alta, viável no satélite IS-29e graças à transmissão em banda Ku para um spot beam mais restrito.

No evento, a imagem em 4k não apresentou qualquer interrupção, mesmo com o tempo chuvoso. "Isso mostra que já é possível fazer transmissões de eventos em 4K. Isso também pode ser aplicado às transmissões em HD, que demandariam cerca de 2 MHz", diz Btasil. Segundo o executivo, esse tipo de uso pode ser por evento ou mesmo permanente. No caso do uso permanente, no entanto, a recepção teria que estar restrita à área de cobertura do spot beam, que tem um raio de aproximadamente mil quilômetros.

Solução de comunicação

Segundo Marcio Brasil, a operadora prepara para testar no Brasil, ainda este ano, a plataforma One Prism, em testes nos Estados Unidos. A plataforma permite ao cliente usar o satélite para fazer a transmissão de vídeo, dados e voz, simultaneamente. Para isso, precisa de um modem desenvolvido em parceria com a Newtec. Com isso, a emissora não precisa contratar um canal de voz e uma rede de dados à parte. Tudo é feito pelo satélite, de maneira integrada. "O cliente contrata uma banda e ele mesmo gerencia o seu uso", explica o executivo.

A Intelsat espera oferecer a solução, principalmente, para dois tipos de aplicações. Uma é o uso ocasional, para suporte a unidades móveis de transmissão. "O cliente já tem garantido, além da transmissão do conteúdo, um canal de comunicação e conectividade com a Internet, sem incertezas no custo e na qualidade", diz. Geralmente, o uso de unidades móveis demanda a contratação de uma linha telefônica fixa e uma conexão à Internet, sujeito à qualidade e aos preços praticados na localidade do evento.

O outro uso é permanente, permitindo a comunicação entre redes de TV e suas afiliadas. Com esse serviço, além da transmissão do sinal ao vivo, que já é feito por satélite, o cliente pode ter uma rede para fazer a troca de conteúdos entre as estações de TV e mesmo ter um canal de comunicação por voz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.