Publicidade
Início COVID-19 Claro, Oi, TIM e Vivo estendem mapa de calor do isolamento social...

Claro, Oi, TIM e Vivo estendem mapa de calor do isolamento social até dezembro

Foto: Pixabay

Criada pelas operadoras Claro, Oi, TIM e Vivo para auxiliar no combate à pandemia de covid-19, a plataforma Big Data Mapas de Calor teve sua operação estendida até o mês de dezembro, informou nesta segunda-feira, 30, o Conexis Brasil Digital, que representa as principais empresas do setor.

Inicialmente, o projeto se encerraria em setembro, após início do serviço em abril. Desde então, 17 estados e 22 municípios já utilizaram os dados da ferramenta através de parcerias, com 1,3 milhão de índices de isolamento social gerados.

O serviço é alimentado com informações das 106 mil antenas de celular das operadoras móveis, responsáveis por um fluxo diário de mais de um bilhão de registros de proximidade. Hoje a ferramenta permite a identificação de pontos de aglomeração de pessoas, com granularidade na visualização de bairros e zonas específicas.

Notícias relacionadas

“Essa parceria foi fundamental para que as informações das antenas de celular das operadoras fossem organizadas de maneira a permitir às autoridades uma leitura atualizada da situação e a definição de ações de enfrentamento à pandemia, tudo de forma gratuita“, pontuou o presidente executivo da Conexis, Marcos Ferrari. O serviço está disponível para cidades com mais de 500 mil habitantes.

A Conexis também destacou que as informações captadas pelas antenas e utilizadas nos mapas de calor não configuram dados pessoais, mas dados “estatísticos, agregados e anônimos”.

Parceiros

Participam da iniciativa junto às operadoras a ABR Telecom e outras parcerias de serviços. Entre elas, a Hugtak: a empresa é responsável pelo recebimento, processamento e consolidação das estatísticas das antenas. Já a conversão dos dados em mapas interativos é realizada pela Imagem Geosistemas.

A ferramenta Big Data Mapas de Calor foi desenvolvida sobre a plataforma de nuvem Microsoft Azure, que estimou uma previsão de processamento de 6 TB de dados com o projeto. As empresa parceiras também disponibilizam o serviço de forma gratuita.

1 COMENTÁRIO

  1. Essa ferramenta serviu muito mais pra “propaganda” para justificativa de decisões políticas do que efetivamente impedir analises úteis.
    Comprovando minha afirmação está os fracassos no “controle” do Covid em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile