Abert vai procurar Record para entender posição da emissora sobre switch off

O presidente da Abert, Daniel Slaviero, pretende conversar com representantes da TV Record sobre a posição da emissora quando ao desligamento (switch off) do sinal analógico da TV aberta.

Notícias relacionadas
Segundo ele, a entidade foi surpreendida com as recentes declarações de que a empresa e outras emissoras planejam cobrar do governo um tempo maior para o switch off total do sistema. “É claro que um desligamento total é inviável, mas não acho que dez anos seja o melhor prazo para isto. É muito tempo e as empresas hoje atuam com o custo dobrado para manter sua programação entre analógico e digital”.

Na visão de Slaviero, que participou do 56º Painel Telebrasil, é vantajoso para as emissoras de TV a negociação para liberar gradativamente as faixas de 700 MHz, cobiçada pelas operadoras de telefonia móvel para uso no 4G. Entretanto, ele ressalta que é necessário garantir que a transição não deixe parte dos brasileiros sem acesso ao serviço. “Existem inúmeras opções para resolver o caso, mas é um problema complexo, que terá medidas complexas. Se não tiver uma política publica arrojada, eu diria quase que com certeza que este prazo seria prorrogado”.

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, Alexandre Raposo, presidente da Record, afirmou que sua emissora, junto com Band, Rede TV! e SBT planejam reivindicar mais prazo junto à Presidência da República. A alegação do grupo no pedido seria que no prazo estipulado pelo governo, as emissoras ainda não estarão prontas e parte da população ainda estará sem acesso a receptores digitais.

Já o secretário de telecomunicações do Minicom, Maximiliano Martinhão, disse que as empresas não chegaram a procurar o ministério para dialogar sobre o assunto. “Ainda não sabemos do que realmente se trata porque eles não se manifestaram diretamente a nós”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.