Adição da faixa de 700 MHz aumenta em até 10% a disponibilidade do 4G no Brasil

Foto: Pixabay

O Brasil obteve significativos ganhos no desempenho da rede móvel após a liberação da faixa de 700 MHz. A constatação é da empresa de análise e pesquisas Opensignal, que identificou o crescimento em um ano na estabilidade do serviço 4G observada com a coleta de dados. "Houve melhorias grandes em quase todas as cidades, de 5 a 10% em disponibilidade. Isso significa mais tempo por mês com que as pessoas se conectam no LTE", declara o CEO da empresa, Brendan Gill, em coletiva de imprensa na Futurecom nesta terça, 29. "Isso é significativo, mostra a importância de ter novo espectro."

Houve melhoria nas taxas de download, mas o impacto maior foi na cobertura. A explicação é simples: como a faixa de 700 MHz possui maior alcance e penetração do que as demais bandas utilizadas no 4G (de 1,8 GHz e de 2,5 GHz), aumenta a disponibilidade do sinal. Por conta disso, o avanço foi de ao menos 4% nas dez cidades pesquisadas: Belo Horizonte, Fortaleza, Manaus, Recife, Porto Alegre, Salvador, São Paulo, Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro. A capital gaúcha mostrou maior aumento, com 10%; enquanto a amazonense obteve avanço de 7%.  

Os dados corroboram também o avanço de disponibilidade média total das operadoras, com Claro, TIM e Vivo apresentando índices acima de 80%. Ao todo, o Brasil tem um índice de disponibilidade de 4G em 75% das áreas urbanas, mas de apenas 40,9% nas áreas rurais. 

Conforme a metodologia da Opensignal, a nova frequência do 4G já está amplamente implantada no País. Ao menos 16% das medições de velocidade feitas pelos próprios usuários foram utilizando rede de 700 MHz nas dez maiores cidades. A maior proporção foi de Brasília, com 27% dos testes com essa infraestrutura. 

A constatação da empresa é que a implantação da faixa trouxe grandes efeitos ao mercado. A expectativa é que essa melhoria na rede cause mais efeitos em outras métricas da companhia, como experiência de vídeo e de aplicativo de voz (a Opensignal promete para o futuro a medição de games em redes móveis). "E, com o futuro leilão de licenças 5G planejado para o começo do próximo ano – incluindo mais espectro na banda de 700 MHz -, esperamos que a experiência de rede móvel continue a melhorar com a maturidade do mercado", destaca a empresa em comunicado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.