Opera propõe a teles cobrança de Internet móvel por conteúdo e tempo limitados

A cobrança de Internet móvel por volume de dados trafegados ainda confunde muitos usuários, que têm dificuldade em saber qual seria o plano mais adequado ao seu perfil de uso. As teles vêm procurando outros modelos de cobrança, dentre os quais aquele por dia de uso, inaugurado no Brasil pela TIM com o Infinity Web. Outra possibilidade agora é oferecida pela Opera às teles: um modelo que mescla cobrança por tempo e por conteúdo acessado. As teles poderiam cobrar, por exemplo, por 15 minutos de acesso ao Gmail. Ou 30 minutos de uso do Facebook. Ou uma hora de navegação no YouTube. Batizada como Web Pass, a solução da Opera funciona a partir do navegador Opera Mini.

A plataforma é integrada ao sistema de faturamento da operadora, permitindo a criação rápida e flexível de novos planos de acesso, por conteúdo e tempo de uso. Há também a alternativa de se oferecer o acesso gratuito em troca de publicidade exibida na forma de um vídeo de tela cheia antes ou depois da navegação. A Web Pass foi adotada por operadoras da Malásia, da Tailândia e da Índia.

O Opera Mini conta hoje com 250 milhões de usuários no mundo, dos quais 77 milhões vieram a partir de acordos com operadoras para embarque do navegador diretamente nos smartphones vendidos.

Análise

A solução da Opera é voltada para os clientes pré-pagos. Porém, o modelo de cobrança por dia ao preço de R$ 0,50 já faz bastante sucesso no Brasil. Uma cobrança avulsa por acesso a conteúdo específico em períodos curtos só fará sentido nas seguintes situações: 1) se o preço for realmente muito barato, na casa de poucos centavos, mas se correria o risco de canibalizar o uso dos planos diários; 2) quando o cliente tiver alcançado o limite de tráfego no plano diário; 3) na oferta gratuita bancada por publicidade.

Vale lembrar que as operadoras brasileiras vêm fazendo experiências de oferta de navegação gratuita para conteúdos específicos, como Facebook e Twitter. São iniciativas para estimular o uso de Internet móvel. Elas podem servir de base para projetos futuros de cobrança por conteúdo e tempo, como no modelo proposto pela Opera.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.