Intel compra negócio de GPS da endividada ST-Ericsson

Um casamento de quatro anos entre a suíça STMicroelectronics e a sueca Ericsson teve seu fim decretado em dezembro do ano passado, quando a fabricante suíça de chipsets decidiu deixar a endividada joint-venture, e agora a ST-Ericsson dá mais um passo rumo à dissolução. A unidade de GPS móvel da joint-venture, incluindo direitos de propriedade intelectual associados à conectividade móvel do Sistema de Navegação Global via Satélite (GNSS, na sigla em inglês), foi vendida para a Intel, que deverá também absorver cerca de 130 profissionais da divisão que trabalham em Daventry (Reino Unido), Bangalore (Índia) e Cingapura.

O valor do negócio não foi revelado, mas, de acordo com comunicado da STMicroelectronics, a expectativa é de que a transação com a Intel consiga reduzir em aproximadamente US$ 90 milhões a necessidade de caixa da ST-Ericsson. A transação necessita de aprovação de órgãos reguladores e deve ser concluída em agosto.

Em março deste ano, a ST-Ericsson anunciou a demissão de 1,6 mil empregados em todo o mundo, após a tentativa fracassada de encontrar um comprador para a companhia e um plano estratégico para dissolução da aliança entre as empresas foi traçado. A Ericsson faria a incorporação de 1,8 mil empregados e fornecedores, principalmente na Suécia, Alemanha, Índia e China; e manteria consigo as áreas de design, desenvolvimento e vendas de modems finos multimodais de todas as tecnologias de conexão de banda larga móvel (2G, 3G e 4G/LTE). A STMicroelectronics assumiria 950 profissionais, especialmente na França e na Itália; e manteria sob sua responsabilidade todas as outras linhas até então fabricadas pela ST-Ericsson. A dissolução da joint-venture deve ser concluída no terceiro trimestre de 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.