Nextel Brasil registra queda de US$ 554,4 milhões na receita em 2012

A Nextel Brasil teve um ano de 2012 difícil em receita e lucro, mas ainda mostrou ao menos números positivos no último trimestre e no acumulado dos 12 meses, conforme balanço financeiro divulgado pela controladora Nii Holdings nesta quinta-feira, 28. Com o desempenho fraco no mercado brasileiro e no México, a multinacional norte-americana acabou sofrendo o duro impacto de registrar prejuízo no ano.

A Nextel Brasil agora luta para se estabilizar e interromper a sequência de quedas. A operadora registrou no acumulado do ano um recuo de US$ 554,4 milhões na receita operacional em relação a 2011, fechando o ano passado com US$ 2,902 bilhões. Mesmo considerando apenas o último trimestre, houve um recuo de US$ 143,3 milhões, totalizando US$ 672,3 milhões no período.  A receita de serviços foi responsável por US$ 2,765 bilhões do total em 2012 (US$ 537,7 milhões a menos do que em 2011), enquanto a receita de handsets e acessórios foi de US$ 146,2 milhões (US$ 16,7 milhões a menos).

A Nextel não chegou a dar prejuízo, mas o lucro no quarto trimestre foi de apenas US$ 9,1 milhões contra US$ 121,5 milhões no mesmo período de 2011. Como consequência, o acumulado do ano foi de US$ 317,8 milhões, menos da metade registrado no ano anterior (US$ 696 milhões).

Um dos fatores que provocou o fraco desempenho da empresa no País foi a queda da receita média por usuário (ARPU), que ficou em US$ 49 em 2012, US$ 16 a menos do que em 2011. Comparando apenas o trimestre, o ARPU ficou em US$ 47, ante o valor de US$ 56 nos últimos três meses do ano anterior. Na comparação com o terceiro trimestre de 2012, a companhia conseguiu reverter o padrão de queda, mantendo o ARPU estável, com leve acréscimo de US$ 1.

A companhia diz que conseguiu a estabilização por ter focado em usuários com maior retorno financeiro, excluindo usuários "não-lucrativos" da base. A  limpeza resultou em 291,7 mil acessos a menos somente nos três últimos meses do ano. O churn (fuga de usuários) aumentou para 4,69% no mês. No acumulado de 2012, foram 269 mil desligamentos e churn de 2,96%.

Até o final de dezembro, a Nextel contava com 3,846 milhões de acessos no Brasil, contra 4,115 milhões em 2011. Em janeiro, a operadora informou à Anatel que contava com 2.077 acessos 3G em São Paulo.

No exterior

Se as medidas ajudaram a frear o desempenho fraco da Nextel no Brasil, ainda não foram suficientes para salvar a Nii Holdings de registrar resultados negativos. A empresa obteve prejuízo líquido em 2012 de US$ 765,2 milhões, contra lucro de US$ 225,2 milhões no ano anterior. Somente no último trimestre, o prejuízo foi de US$ 592,9 milhões. O prejuízo operacional no ano ficou em US$ 123,3 milhões contra o lucro operacional de US$ 931,5 milhões em 2011. Como esperado, a dívida líquida no acumulado de 2012 ficou em US$ 3,302 bilhões.

A receita operacional em 2012 foi de US$ 6,086, ou US$ 648,4 milhões a menos do que em 2011. O trimestre teve uma queda menos acentuada, registrando US$ 1,465 milhão enquanto o mesmo período do ano anterior foi de US$ 1,599 milhão.

A Nii Holdings e suas subsidiárias (incluindo a Nextel no Brasil e México) acumularam 11,361 milhões de acessos, 649,6 mil acessos a mais do que em 2011. O ARPU fechou 2012 em US$ 38, queda significativa de US$ 10 em relação ao ano anterior. Por causa da limpeza da base no Brasil, a taxa de churn subiu de 1,74% em 2011 para 2,64% em 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.