Telecom Italia recebe sinal verde da Comissão Europeia para FiberCop

Foto: Pixabay

A Telecom Italia recebeu sinal verde da Comissão Europeia para a criação de uma nova empresa de redes neutras (a FiberCop) em sociedade com o fundo de private equity KKR. A aprovação é mais um passo no projeto de formar uma rede fixa única na Itália.

Segundo o órgão executivo da União Europeia, a formação da FiberCop não fere a legislação de fusões do bloco nem configura concentração de mercado no país. Uma consulta sobre o negócio foi requerida pela Telecom Italia em 7 de setembro.

"Este é um passo importante para o início das operações da FiberCop, que está confirmado para o primeiro trimestre de 2021", afirmou a operadora, em comunicado. Entre as metas da nova spin-off estão a cobertura de 76% das residência em áreas com pouco ou nenhuma cobertura até 2025.

Para tal, a FiberCop receberá a chamada rede secundária em fibra e cobre da Telecom Italia, atuando na última do acesso (entre o gabinete e a residência). Por 37,5% da nova empresa, o fundo norte-americano KKR pagou 1,8 bilhão de euros em agosto. A gigante italiana terá 58% e o controle.

Rede única

Conforme proposta do governo italiano, no futuro a FiberCop realizará uma fusão com a OpenFiber, formando uma rede fixa única nacional. Para tal, uma carta de intenções já foi assinada junto às estatais que controlam a OpenFiber (a Enel e Cassa Depositi e Prestiti, ou CDP). Neste caso, a TIM terá 51% no projeto – que também passaria pelo crivo da Comissão Europeia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.