Unicel tem mais de 80 processos na Justiça paulista

Caso a Anatel dê sinal verde à Nextel para a compra da Unicel, a subsidiária da NII Holdings no Brasil vai herdar uma longa lista de credores e um passivo difícil de calcular.

TELETIME fez um levantamento nos registros da empresa no Tribunal de Justiça de São Paulo e no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que corresponde à área da sede da empresa e onde, naturalmente, seriam impetrados os processos. A maior parte dos processos contra a Unicel cobram o não pagamento de dívidas e, entre os credores estão nomes como Totvs, Huawei, Ericsson, Telesp (grupo Telefônica/Vivo), Diveo, Embratel e Transit Telecom. Esta última, por exemplo, cobra um crédito de R$ 2,3 milhões da Unicel.

Na esfera trabalhista, há 43 processos de ex-funcionários que ainda não conseguiram receber da empresa tudo a que têm direito. Entre as reclamações feitas à Justiça estão alegações de danos morais, falta de pagamento de vencimentos e de direitos trabalhistas, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.